Home

MISSÃO FRANÇA

INVALIDE – PARIS

No sábado nos gramados de “Invalides” (um lugar histórico e muito importante ) levantei mais um altar e mais contatos!

Nesse local está localizado o Hôtel National des Invalides, ou Palácio dos Inválidos, que é um enorme monumento parisiense, cuja construção foi ordenada por Luís XIV, em 1670, para dar abrigo aos inválidos dos seus exércitos. Hoje em dia, continua acolhendo os inválidos militares, mas é também uma necrópole militar e sede de vários museus. Entre as personalidades ilustres lá sepultadas encontra-se Napoleão Bonaparte e inumeros personalidades ilustres do circulo da nobreza militar francesa. O Rei Luís XIV precisou, tal como os seus predecessores Henrique III e Henrique IV, de assegurar auxílio e assistência aos soldados inválidos dos seus exércitos; para que “aqueles que expuseram as suas vidas derramarando o seu sangue pela defesa da monarquia (…) passem o resto dos seus dias na tranquilidade (ceux qui ont exposé leur vie et prodigué leur sang pour la défense de la monarchie (…) passent le reste de leur jours dans la tranquillité), diz o édito Real de 1670. Situadas na planície de Grenelle, nessa época um subúrbio de Paris, e os primeiros pensionistas foram albergados a partir de Outubro de 1674). O conjunto arquitetônico sofreu varias reformas al longo dos anos e no dia 15 de Julho de 1804 teve lugar na capela dos Invalides a primeira entrega das condecorações da Legião de Honra, por Napoleão Bonaparte, aos oficiais meritórios, numa faustosa cerimónia oficial. O edifício foi dotado desde muito cedo de funções museográficas: museu da artilharia em 1872 e museu histórico dos exércitos em 1896, reunidos como museu do exército (musée de l’armée) em 1905. O Hôtel des Invalides ainda acolhe presentemente uma centena de reformados e inválidos dos exércitos franceses. A administração encarregada desta missão é o Instituto Nacional dos Inválidos (Institut national des invalides).

Curiosamente neste lugar marcado historicamente pelo sangue e dor, pois abrigou e ainda abriga muita gente ferida de guerra foi onde fui direcionada a levantar o segundo altar marcado profeticamente pelo sangue de Jesus derramado na cruz! Um sangue derramado passificamente  que se deu para SALVAR  do verdadeiro inimigo da humaninade. Para CURAR,  SARAR e LIMPAR toda ferida e ARRANCA TODA “INVALIDES”. Único sangue que LIBERTA de toda dor. Sangue que transforma toda vida que se deixa ser tocada por ele.

Naquele fresco final de tarde de sabado ventava muito. O gramado estava repleto de gente com seus pic-nics havia conversas e risadas soltas no ar. Muitos carros, bicicletas e gente passeando. Ali levantei mais um altar com a ajuda da Ivy e da Iasmin que alegremente interagiram comigo e o tecido vermelho.

Em anexo o clip: http://youtu.be/59DTb7GhJYk

As imagens foram registradas pelo Eustáquio, meu esposo e a trilha sonora foi o som ambiente com o vento, as vozes no ar e o barulho dos carros na rua.

No mais, vamos seguindo em frente!

Boas Danças!!!

Isabel Coimbra

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s